Zyban, bup, zetron, champix, vacina, nicvac e outros, resolvem?

Antidepressivos e vacinas ajudam a parar de fumar?

Antidepressivos e vacinas. Algumas destas medicações existem há muito tempo no mercado e são utilizadas para tratamento da depressão profunda ou certos estados neuróticos. Nos Estados Unidos e na Europa há inúmeros relatos, antigos e recentes, de graves alterações comportamentais com medicações tais como: Zyban, Bup, Zetron, Champix etc.

Em certos casos também, relatos de mortes por lesões acidentais ou suicídios (jornal “O Estado de São Paulo” de 23/10/2010). Aumento de problemas cardiovasculares, (jornal “O Estado de São Paulo” de 05/07/2011). Estes fatos levaram o FDA a desaconselhar no final de 2009 – 2011 – 2012 – 2014 o uso destas medicações e antidepressivos para esta finalidade.

antidepressivos-e-vacinas-para-parar-de-fumar

Antidepressivos para parar de fumar?


Recomendações do FDA americano sobre o Zyban, Bup, Zetron. Champix (português)

Recomendações do FDA americano sobre o Zyban, Bup, Zetron. Champix (Inglês)

Medicamento (Champix) para parar de fumar aumenta risco cardiovascular em 72%


– Welbutrin, renomeado Zyban, Bup, Zetron: trata-se de uma droga antidepressiva utilizada em tratamentos psiquiátricos, a bupropiona.

– Pamelor ou Aventil: Estes medicamentos tem como substância ativa a nortriptilina.

– Champix/Chantix: Apresentam como substância ativa a vareniclina.

Estes medicamentos estão sendo constantemente redirecionados e aproveitados pelos laboratórios farmacêuticos para o tratamento antitabágico, com resultados controversos, uma vez que são baseados em alguns de seus efeitos colaterais, como a eventual diminuição temporária de alguns dos sintomas da síndrome de abstinência da nicotina. Além disso, os pacientes podem apresentar os efeitos colaterais clássicos das medicações antidepressivas (psicotrópicas), entre outras, forte alteração (potencialização) do estado emocional, agitação ou sonolência, sendo contra-indicado na gravidez, para quem dirige automóvel, pacientes fazendo uso de álcool ou muito expostos ao sol.

Há relato de fumantes que tratados com estas medicações, monitorados pelo seu médico, tiveram êxito. A duração prolongada do tratamento, com necessidade de retornos ao consultório médico ou psiquiátrico, para manutenção e acompanhamento, também eleva consideralvemente seu custo.

Na realidade, tratar o fumante com medicamentos psicotrópicos pode provocar um novo tipo de dependência, além de colocá-lo no mesmo patamar de pacientes com distúrbios psíquicos. Além disso, estas medicações, com o passar do tempo, causam tolerância. Ou seja, as mesmas doses já não fazem o mesmo efeito, necessitando ser aumentadas constantemente para manter o mesmo efeito.

Vacina nicvac e outros

Uma vacina para parar de fumar, é o sonho de qualquer fumante, assim como dos laboratórios. Estão sendo veiculadas notícias que está prestes a se descobrir esta tão esperada vacina, para fumantes. No entanto, o próprio nome “vacina” já está em desacordo, porque vacina é preventiva, não trata! A menos que se pretenda vacinar recém nascidos ou crianças na idade escolar…..

O FUMANTE JÁ ESTÁ FUMANDO!

Estranhamente, se uma vacina contra qualquer dependência como comer, beber, jogar, fumar etc… fosse realmente eficaz, não acham que a teriam desenvolvida há muito tempo?

Tenho fortes motivos para acreditar que esta vacina será mais um desses tratamentos pouco eficazes, que fará os fumantes acreditarem que abandonarão de vez, o prazer, a dependência e o hábito de fumar, iludidos pela palavra “vacina”.


voltar_para_pagina_anterior Voltar para página anterior