Como sei se vou conseguir parar de fumar?

Sobre a dependência comportamental do tabagismo

Dependência comportamental do tabagismo.
Dependência comportamental do tabagismo.

Dependência comportamental do tabagismo é um termo utilizado para quem além de fisicamente ligado à nicotina, é também comportamentalmente afetado.

Na entrevista preliminar com F. Marat, verificam-se, entre outros fatores, o perfil tabagístico de cada fumante e este é orientado em como enfrentar situações problemáticas de estresse, ansiedade, preocupações etc.

Nos primeiros dias após o tratamento, podem aparecer ainda algumas sensações esporádicas e fugazes de desejo de fumar, mas que são controláveis, ligadas principalmente a certos hábitos, gestos mecânicos, rituais ou fatores comportamentais imprevistos.

Fases emocionais difíceis

Recomendamos não fazer o tratamento a fumantes atravessando uma fase emocional difícil, com distúrbios psicológicos, ou fazendo uso de medicações antidepressivas.

Após a entrevista e resultados de um questionário específico, alguns fumantes podem ser aconselhados a não prosseguir. Isso, independentemente das motivações que o levaram a pensar em deixar o cigarro. Neste caso não se recomenda a aplicação do tratamento.

Não é comum o aparecimento de fome compulsiva e consequente ganho de peso. Esta avaliação permite antecipar o resultado do tratamento na maioria dos casos, embora a sua aplicação não deve ser entendida como garantia de sucesso.

A vida é uma longa caminhada, você tem fôlego para isso?

Entre em contato conosco!

Com a necessidade de permanecer em residência,
estamos atendendo pelo telefone:
(11) 93499-1818
Até que as recomendações da OMS mudem.

(11) 3255 5532 - (11) 3259 3259

WHATSAPP