Reposição de nicotina e o que não
sabia sobre a nicotina

Reposição de nicotina não evita a inalação do alcatrão e monóxido de carbono, mas introduz a nicotina diretamente no organismo por absorção epidérmica. Contra-indicado principalmente em pacientes fazendo uso de pílula anticoncepcional ou com problemas cardiovasculares, obesidade, hipercolesterolemia, diabetes e hipertensão, além de mulheres grávidas ou lactantes. Podem ocorrer efeitos tóxicos e complicações durante a reposição de nicotina por esses meios, incluindo overdose nos fumantes sem acompanhamento médico. O tratamento é caro, de longa duração e os adesivos provocam frequentemente alergia cutânea no local.

 

COMPARE A QUANTIDADE DE NICOTINA DO SEU MAÇO DE CIGARRO COM UM ADESIVO OU UM CHICLETE DE NICOTINA

Segue uma tabela de algumas das principais marcas de cigarros brasileiros com sua quantidade de nicotina e de alcatrão – por cigarro e por maço. Há também um comparativo de quantos cigarros cada chiclete (goma de mascar/pastilha) e adesivo de nicotina equivalem a fumar por dia.

Um adesivo para reposição de nicotina aplicado na pele diariamente equivale a fumar de 1 a 2 maços por dia, dependendo da marca (ver tabela).
Um chiclete (cada goma de mascar/pastilha) de 2 mg: mastigada, corresponde a fumar de 1,6 a 2,8 cigarros, dependendo da marca. O dobro de cigarros para as gomas de 4 mg.

Lembramos que a memória da nicotina no organismo, causa da dependência física, permanecerá para sempre no organismo do fumante. Numa eventual “tragada”, dada por qualquer motivo, até décadas após a parada, a volta ao tabagismo será geralmente imediata, ao nível em que estava no dia da parada.

 

Os dados informados nesta tabela abaixo são de 2011. Não estão mais informados nos maços de cigarro hoje em dia, propositalmente, ao contrário da legislação para todos os produtos alimentares, medicações et qualquer outros substancias que podem afeitar a saúde dos usuários e consumidores.

Tabela comparativa

 

O que não sabia, sobre a nicotina poderá ser encontrado na tabela acima

Reposição de nicotina não evita a inalação do alcatrão e monóxido de carbono, mas introduz a nicotina diretamente dentro do seu organismo por absorção epidérmica.

Você sabia que a nicotina é a causa de inúmeros problemas circulatórios e cardiovasculares? Um perigo para pessoas diabéticas, esportistas, pessoas com excesso de peso, grávidas, etc. E, a causa de sua dependência física, para o resto da vida, Você sabia que o tabaco de corda, moído e decantado em água, é um potente agrotóxico líquido natural?

Pulverizado nas plantas, frutas, saladas, legumes, e outros na agricultura, protege contra as pragas.

Você sabia que durante a colheita da folha do tabaco, com as folhas amontoadas no antebraço, os agricultores têm que proteger os braços por causa das frequentes alergias provocadas pelo contato das folhas com a pele?

O que explica porque os adesivos utilizados para tentar parar de fumar, provocam frequentemente alergia no seu local de adesão.

Por isso a frequente desistência ao uso do adesivo de nicotina. Nada mais que uma forma de continuar fumando, sem a fumaça, mas continuando a receber a nicotina. O fumante mantem a dependência, da mesma forma que fumar. O que equivale a continuar fumando, sem fumaça.

Se pulverizado somente algumas vezes nas plantas (três ou quatro), durante toda a safra, imagina o que pode fazer no organismo de um humano, usado inúmeras vezes, durante o dia, durante anos? Nos adultos, adolescentes, e no feto das grávidas.

Fumante, você não estranhou que ao contrário de TODOS os produtos alimentícios, de beleza, limpeza, agrotóxicos, remédios, até para os animais, tem que apresentar os componentes que compõem o produto e seus riscos? Para conseguir o alvará do ministério da saúde, da Anvisa. Não é de estranhar que no Brasil, o cigarro, o cigarro eletrônico, chicletes, adesivos e outros, são os únicos produtos sabidamente perigosos para saúde dos humanos, dispensados de apresentar a bula. Seria como vender remédios sem elas.

Desde 2014, não existe mais onde encontrar e atualizar, omitidas informações na embalagem dos maços de cigarro.


voltar_para_pagina_anterior Voltar para página anterior